Sangria e clericot são bebidas geladas e suculentas que invadem o verão

Quem achou que os vinhos sairiam de cena neste calor escaldante, enganou-se. Os drinques eleitos para o verão são a sangria e o clericot, feitos basicamente deste fermentado, frutas e bastante gelo. E, apesar de parecer novidade, esses refrescos alcoólicos são figurinhas carimbadas no mundo da coquetelaria – e foram criados pelo povo que mais consome vinho no mundo: os europeus.

A sangria é típica espanhola, feita com vinho tinto seco e também muito consumida pelos portugueses. Já o clericot é de origem francesa. Porém, alguns contam a história de que o drinque foi inventado por ingleses que moravam em Punjab, na Índia, para amenizar o calor. O fato é que, hoje, o clericot é praticamente uma bebida típica da Argentina e Uruguai – mais precisamente da cidade de Punta Del Este.

Como São Paulo tem (quase) de tudo, não podemos dizer que nossos protagonistas são a última novidade por aqui. Restaurantes como o espanhol Don Curro e o argentino Bárbaro tem essas delícias no cardápio há quase uma década – e fazem muito sucesso. “Em um sábado vendemos 30 jarras de clericot só no almoço. É quase um efeito psicológico: os clientes veem na mesa ao lado e querem também”, diz Márcia Freitas, proprietária do mediterrâneo O Pote do Rei.

Variações

E foi só o mundo gastronômico sacar essa tendência para começar a pipocar várias releituras e toques pessoais nesses drinques “Uso uma pitadinha de Ricard (uma bebida francesa à base de anis), canela em pau, hortelã e o mínimo possível de açúcar”, diz Márcia Freitas. No italiano Zucco a parte alcoólica do clericot fica por conta do prosseco, assim como no francês Bistrô Charlô, que leva espumante rosé.

Até restaurantes de tendências completamente longínquas das mediterrâneas deram um jeitinho de incrementá-los no cardápio. No tailandês Marakuthai, por exemplo, tem opções de sangrias com saquê, como a versão com lichia, suco de tangerina e pera (R$ 40) – e até uma sangria azul, que leva saquê, carambola, Curaçao Blue e frutas (R$ 40). No japonês Nakasa a sangria também entrou no cardápio trocando o vinho pelo saquê.

E como estamos falando de bebidas, os bares não poderiam ficar de fora da onda. Dos mais arrumadinhos aos descolados a sangria e o clericot conquistaram seus lugares. No bar Praça São Lourenço e no classudo Radio Café, esta opção faz o maior sucesso entre o público exigente.

Abaixo 3 receitas de cleriot. Se tiver dúvida de qual vinho usar, fica a dica: “Tanto para o clericot quanto para a sangria, tem de ser um vinho seco. Não pode ser muito doce por causa do açúcar, das frutas e licores e, se for usar espumante, tem de ser brut” diz Alejandra Seoane, proprietária dos argentinos Bárbaro e Che Bárbaro.

 Foto Rogério Voltan

Versão 1

(Receita do restaurante paulistano Che Bárbaro)

Rendimento: cerca de 1 litro
Tempo de preparo: cerca de 15 min

Ingredientes
1 maçã;
1 abacaxi;
12 morangos;
1 kiwi;
1 laranja;
1 dose de Cointreau (50 ml);
1 dose de conhaque (50 ml);
2 colheres (sopa) de açúcar;
70 ml de soda;
gelo a gosto;
1 garrafa de 750 ml de vinho branco.

Modo de fazer

1 Pique as frutas, sem casca, e coloque-as em uma jarra transparente junto com o gelo.
2 Adicione em seguida o conhaque, o Cointreau, a soda e o vinho. Complete com o açúcar.

 Foto Rogério Voltan

Versão 2

(Receita do Bistrô Charlô)

Rendimento: 1 jarra (de 1,5 litro a 2 litros)
Tempo de preparo: 40 min

Ingredientes

1 garrafa de vinho branco;
50 ml de Cointreau;
2 garrafinhas de club soda;
3 pêssegos picadinhos;
2 maçãs picadinhas;
¼ de abacaxi em cubinhos;
1 pera picadinha;
1 cacho de uvas Itália (cortadas ao meio e sem caroços).

Modo de fazer

1 Macere todas as frutas com o Cointreau por 30 minutos
2 Acrescente club soda e gelo. Misture bem. Junte o vinho branco e mexa ligeiramente com uma colher de cabo comprido.

 Foto Rogério Voltan

Versão 3

(Receita do Bistrô Charlô)

Rendimento: 1 jarra (de 1,5 litro a 2 litros)
Tempo de preparo: 40 min

Ingredientes:

1 garrafa de espumante rose;
50 ml de cherry brandy;
2 garrafinhas de club soda;
2 pêssegos picadinhos;
2 maçãs picadinhas;
¼ de abacaxi em cubinhos;
½ manga picadinha;
8 morangos picadinhos;
1 cacho de uvas Itália (cortadas ao meio e sem caroços).

Modo de fazer

1 Macere todas as frutas (menos o morango) com o cherry brandy por 30 minutos.
2 Acrescente os morangos, club soda e o gelo e misture bem. Junte o espumante rosé e mexa ligeiramente com uma colher de cabo comprido.

 

 

 

 

Via

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s